Ninguém Merece


Blogagem Coletiva sobre a Paz

A Paz do Mundo e a Paz do Cristo

Livro: Sol nas Almas - André Luiz & Waldo Vieira

"A paz vos deixo, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá." -Jesus. (JOÃO, 14:27.)

É indispensável não confundir a paz do mundo com a paz do Cristo.

A calma do plano inferior pode não passar de estacionamento.

A serenidade das esferas mais altas significa trabalho divino, a caminho da Luz Imortal. O mundo consegue proporcionar muitos acordos e arranjos nesse terreno, mas somente o Senhor pode outorgar ao espírito a paz verdadeira.

Nos círculos da carne, a paz das nações costuma representar o silêncio provisório das baionetas; a dos abastados inconscientes é a preguiça improdutiva e incapaz; a dos que se revoltam, no quadro de lutas necessárias, é a manifestação do desespero doentio; a dos ociosos sistemáticos, é a fuga ao trabalho; a dos arbitrários, é a satisfação dos próprios caprichos; a dos vaidosos, é o aplauso da ignorância; a dos vingativos, é a destruição dos adversários; a dos maus, é a vitória da crueldade; a dos negociantes sagazes, é a exploração inferior; a dos que se agarram às sensações de baixo teor, é a viciação dos sentidos; a dos comilões, é o repasto opulento do estômago, embora haja fome espiritual no coração.

Há muitos ímpios, caluniadores, criminosos e indiferentes que desfrutam a paz do mundo. Sentem-se triunfantes, venturosos e dominadores no século. A ignorância endinheirada, a vaidade bem vestida e a preguiça inteligente sempre dirão que seguem muito bem.

Não te esqueças, contudo, de que a paz do mundo pode ser, muitas vezes, o sono enfermiço da alma. Busca, desse modo, aquela paz do Senhor, paz que excede o entendimento, por nascida e cultivada, portas a dentro do espírito, no campo da consciência e no santuário do coração.

 

"A paz não pode ser mantida à força. Somente pode ser atingida pelo entendimento."
( Albert Einstein )

 

"A guerra, a princípio, é a esperança de que a gente vai se dar bem; em seguida, é a expectativa de que o outro vai se ferrar; depois, a satisfação de ver que o outro não se deu bem; e finalmente, a surpresa de ver que todo mundo se ferrou."
( Karl Kraus )



Escrito por Escrito por Kátia às 19h53
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, BERTIOGA, Mulher
Histórico
Outros sites
  Marcelo Tas
  TABLOG UOL
  Momentos de Reflexão
  Blog do Josias de Souza
  Blog do Fernando Rodrigues
  Blog Vidas Marcadas
  Pequenas verdades
  Lua e poemas
  Ramses Sec.XXI
  Brincando com Clarinha
  Fabio TV
  De Propósito
  Coisas bobas
  Poemas e amores
  Honoravel Escrita
  Luz de luma
  Tele-Visão
  Visão da vida
  Horizontes temporais
  Palavras tortas
  Viver em novo tempo
  Em branco e preto
  Cuidado estão te espiando
  Loba
  Soltos ao vento
  Everas
  Irmãos Bacalhau
  Terence
  Mestra dos Sonhos
  TV e Cia
  Blog da Patty
  Arcanjo Poeta
  Blog do Bruno
  Abrindo janelas
  Lino
  Tem mais TV
  Blog do manoel Carlos
  Blog da Poliane
  Palavras
  Casa dos gemeos
  Já te contei
Votação
  Dê uma nota para meu blog